Você já pensou que é capaz de deixar o seu cachorro estressado? No texto da semana passada, vimos que os cães têm estratégias para se comunicar com humanos e influenciar nosso comportamento. Neste texto, vamos ver como nós podemos afetar o comportamento dos cachorros.

Um estudo publicado neste mês mostrou, pela primeira vez, que espécies diferentes são capazes de sincronizar níveis de estresse a longo prazo. Estudos anteriores já mostraram a existência de uma correlação dos níveis de estresse entre indivíduos da mesma espécie. Nesse estudo recente, cientistas concluíram que os cachorros também são capazes de refletir os níveis de estresse de seus donos.

Os pesquisadores determinaram os níveis de estresse de cães ao longo de vários meses a partir da medição do hormônio do estresse, o cortisol, presente nos pelos dos cachorros e nos cabelos dos donos. Uma sincronização dos níveis de cortisol foi observada ao longo do tempo, entre cachorros e donos. Dessa forma, donos com altos níveis de cortisol apresentavam cachorros com altos níveis desse hormônio.

Esse trabalho também investigou se a correlação existente dos níveis de estresse entre cães e donos está relacionada com características da personalidade de ambos. Eles observaram que a personalidade dos cães não interfere no estresse dos donos ao longo do tempo, porém, a personalidade do dono tem grande efeito nos níveis de estresse dos cachorros.

Os cachorros estudados são da raça border collie e pastor de Shetland, os quais respondem rapidamente à sinais humanos. Futuramente, estudos com raças mais independentes, como cães de caça, serão realizados para determinar se algumas raças são menos afetadas com altos níveis de estresse. Os cientistas acreditam que será possível escolher qual é a raça certa de cachorro para o dono certo, para que ambos possam se beneficiar. Por enquanto, o que você pode fazer é brincar mais com seu cachorro, porque além de você se distrair, cientistas dizem que cães que brincam mais sofrem de menos estresse.

por Bianca Ribeiro

 

Referência

Ann-Sofie Sundman, Enya Van Poucke, Ann-Charlotte Svensson Holm, Åshild Faresjö, Elvar Theodorsson, Per Jensen, Lina S. V. Roth. Long-term stress levels are synchronized in dogs and their owners. Scientific Reports, 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.