Quando me perguntam por quais razões me dedico à divulgação científica, várias coisas me passam pela cabeça: ajudar o público a entender o trabalho dos cientistas, desmistificar notícias falsas, reforçar a importância das pesquisas, etc. Mas o que realmente me deixa muito empolgada ao escrever um texto de divulgação é pensar no quanto ele pode ser usado em sala de aula como um recurso importantíssimo. Sim, quando você se torna professor sua rotina e vivência passam a ser fonte de assuntos para tratar em aula: um vídeo bacana, um texto de jornal, uma flor diferente, tudo pode ser material de aula. É como um vício, no bom sentido, é claro.

Voltando aos textos de divulgação científica, eu escrevo muitos deles pensando em como eu trabalharia o assunto e o ensinaria aos meus alunos. A linguagem didática é diferente da que usamos na divulgação científica, mas nada impede que eu, como professora, faça as adaptações necessárias para trabalhar um texto do blog em minha aula. 

O fato de nossos textos de divulgação reforçarem a importância da ciência, demonstrarem a importância das pesquisas e darem exemplos de como o método científico funciona, faz com que eles sejam um vasto material para usar nas aulas. Digo isso porque a alfabetização científica é uma das competências relacionadas pela Base Nacional Comum Curricular, sendo assim papel do professor mostrar aos estudantes os avanços científicos, dando a eles base para tomar decisões conscientes.

Assim, muitos dos textos de divulgação científica, não apenas os meus, mas também os das minhas colegas e de outros sites são usados em minhas aulas, mostrando aos meus alunos o quanto a ciência é importante e empolgante. Os textos também são formas de levar o conhecimento científico de maneira descontraída aos alunos e, pela minha experiência, eles adoram, principalmente quando o assunto é curioso. 

A divulgação científica me permitiu ter contato com muitos temas e assuntos diversos e, mais do que isso, transformou minhas aulas para melhor

por Nathália de Moraes

Imagem de capa: Taylor Wilcox em Unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.