O ser humano é um animal social e isso implica que alguns sentimentos como alegria, tristeza, raiva e revolta sejam sentidos coletivamente, numa necessidade de pertencer, fazer parte de algo, que é inerente a nossa condição humana. Provavelmente você já notou que alguns seriados de comédia, como Friends, têm ao fundo sons de riso, o que aumenta a chance do espectador rir quando assistir TV (veja mais no texto: Afinal, rir é contagiante?). Você também deve se lembrar da tragédia com o avião que levava o time da Chapecoence, que infelizmente caiu deixando dezenas de vítimas. No dia do acidente, muitos viveram um luto coletivo, um sentimento de tristeza grande que se espalhou pelas pessoas. Esse fenômeno psicológico é apenas um exemplo do que se conhece como histeria em massa. Por mais estranho que pareça, a histeria em massa é mais comum do que se imagina e suas causas são bem estudadas. Ficou curioso para saber mais sobre o assunto? Leia nosso texto dessa semana!

A histeria em massa, histeria coletiva ou doença psicogênica de massa é um fenômeno sociopsicológico que ocorre quando um grupo de pessoas passa a compartilhar, de maneira rápida e espontânea, sentimentos, sintomas, visões, imaginações e reações exageradas semelhantes, sempre relacionadas a algum fato. De maneira geral, os episódios ocorrem mais em mulheres, jovens, que convivem em ambientes fechados e em grupos de pessoas próximas, como escolas, conventos, fábricas. Os casos mais comuns são aqueles de pessoas que acreditam que estão doentes, passam a apresentar os sintomas da doença e comunicam isso aos seus conhecidos, desencadeando o episódio de histeria nas outras pessoas. Apesar dos sintomas físicos serem aparentes e muitas vezes poderem ser associados a causas ambientais (por exemplo, vírus, gases, água contaminada), a causa é psicogenética, ou seja, originada da mente.

Antigamente esses fenômenos eram dados como casos de bruxaria, possessão e até mesmo episódios de loucura. As histórias de histeria coletiva permeiam a civilização e já resultaram inclusive em filmes e episódios de seriados. No episódio chamado Airborne, o número 18 da 3ª temporada do seriado House, há um surto em massa de pessoas dentro de um avião (inclusive a Dra Lisa Cuddy) com sintomas semelhantes às da meningite, pois elas simplesmente acreditavam que estavam em contato com uma pessoa infectada.

Fonte: http://says.com/my/news/what-is-hysteria-and-is-it-a-supernatural-or-medical-condition
Fonte: http://says.com/my/news/what-is-hysteria-and-is-it-a-supernatural-or-medical-condition

Voltando às histórias reais, um dos casos antigos é o da “epidemia do riso”, que aconteceu na Tanzânia em 1962. Segundo os historiadores, um professor teria contado uma piada aos seus alunos, que não pararam de rir e “transmitiram” os episódios de riso aos pais, amigos e pessoas próximas e, como em uma cascata, todas as pessoas do povoado próximo à escola foram afetadas pelo surto que durou cerca de 18 meses e teve consequências como desmaios e falta de ar.

Esse é um caso antigo, mas existem exemplos mais atuais. Em junho de 2010, alunos de uma escola cearense passaram mal chegando a desmaiar depois de terem visto supostamente o espírito de uma colega morto na escola. Segundo a psicóloga que atendeu ao caso na época, os estudantes imaginaram ter visto o espírito pois ouviram de outros colegas os relatos da aparição, o que os induziu a ter as mesmas visões e sintomas compartilhados. Em 2012, doze adolescentes de uma escola de ensino médio de Nova York subitamente passaram a apresentar sintomas da síndrome de Tourette, um transtorno psicológico no qual as pessoas apresentam tiques em várias partes do corpo e até na voz. Depois da escola ter sido investigada para a presença de toxinas e micro-organismos patogênicos, os médicos chegaram a conclusão de que a causa do surto era a histeria em massa. Perceba que ambos os casos ocorreram com jovens, proximamente relacionados e em ambientes fechados.

Muitos fatores contribuem como o gatilho para que os episódios de histeria coletiva aconteçam, tais como rumores espalhados pelas mídias, ansiedade, estresse e mal-estar das pessoas. Hoje, com o aumento da velocidade que uma notícia chega a todos, as mídias são as principais fontes de histerias iminentes. Uma notícia de uma doença contagiosa desconhecida que causa náuseas e tremores pode se espalhar rapidamente levando pessoas a apresentarem exatamente esses sintomas, mesmo estando sadias, simplesmente por terem sido expostas à notícia sensacionalista. Não podemos negar o “poder” que uma notícia pode ter de espalhar pânico na população.

Isso tudo nos mostra que, embora pareçam estranhos, os episódios de histeria coletiva são mais um exemplo de como nossa mente consegue “dominar” nosso corpo e suas condições físicas, resultando em condições bizarras. E você, conhece algum episódio de histeria coletiva? Deixe sua mensagem na nossa página.

Até a próxima!

Por Nathália de Moraes

nathalia.esalq.bio@gmail.com

Referências

[1] Histeria colectiva. Wikipédia. 2016. Acessado de https://pt.wikipedia.org/wiki/Histeria_colectiva em dezembro de 2016.

[2] Airborne (House). Wikipédia. 2016. Acessado de https://en.wikipedia.org/wiki/Airborne_(House) em dezembro de 2016.

[3] Thenório, I. 2016. Histeria coletiva surge de vontades recalcadas, diz psicóloga. Acessado de http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2010/06/histeria-coletiva-surge-de-vontades-recalcadas-diz-psicologa.html em dezembro de 2016.

[4] Revista Galileu. 2016.  4 vezes que a sociedade presenciou casos de histeria coletiva. Acessado de http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2015/09/4-vezes-nas-quais-sociedade-presenciou-casos-de-histeria-coletiva.html em dezembro de 2016.

[5] Bartholomew, R. E. & Goode, E. 2000. Mass delusions and hysterias: highlights from the past millennium. Acessado de http://www.csicop.org/si/show/mass_delusions_and_hysterias_highlights_from_the_past_millennium em dezembro de 2016.

[6] Morley, C. The Guardian. Histeria em massa é uma poderosa atividade coletiva. Acessado de http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2015/05/1626546-histeria-em-massa-e-uma-poderosa-atividade-coletiva.shtml em dezembro de 2016.

[7] Imagem em destaque: http://images.says.com/uploads/story_source/source_image/456028/9dc3.jpg

 

2 Replies to “Siga o líder: o que é a histeria coletiva?”

  1. Não sei se é um episódio mas neste momento está acontecendo algo muito estranho nas escolas de São Vicente – Cabo Verde. São jovens, na maioria meninas, que sentem algo e começam a falar com outras vozes e dizendo que são outras pessoas. É em muitos casos elas são agressivas e têm uma força sobrenatural.
    E isso está a se espalhar, numa das escolas teve um dia que houveram mais de 50 casos.

    1. Olá Kera! Seria bom procurar a ajuda de um especialista – psiquiatra ou psicólogo – para avaliar se o caso que ocorre na cidade de vocês é mesmo de Histeria Coletiva. Abraços, Ciência Informativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.